Google+ Psicologia Transpessoal Aplicada: 2017

Translate

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quatro Insights das Pesquisas da Consciência



Stanislav Grof, um psiquiatra visionário e pesquisador da consciência humana, foi capaz de desvelar um importante mapa que traduz a estrutura psíquica da humanidade.


Suas pesquisas clínicas de mais de 50 anos de prática com estados modificados de consciência, trazem insights valiosos para a prática psicoterapêutica - tanto nos workshops vivenciais quanto na psicoterapia de divã.


Insight Um - O paciente é o especialista na sua experiência. Por mais phd que seja o psicólogo ou psiquiatra, as maiores e mais relevantes informações estão presentes no corpo e na consciência do paciente, e não na bagagem do médico.


Insight Dois - A consciência possui uma dinâmica de autocura , orientada para a totalidade,  denominada de curador interno ou radar interno. Esse princípio é atuante 24 horas por dia, independente da vontade do indivíduo. E pode ser intensificado através de técnicas e práticas de expansão da consciência e autoconhecimento.


Insight Três - A consciência é Anima Mundi e não se restringe especificamente ao cérebro. O conceito de que a consciência é uma caixa preta isolada do tecido da existência é ultrapassado e improdutivo. Modelos modernos do funcionamento de redes neuronais e inteligência artificial baseiam-se na interatividade com o ambiente e variáveis multi fatoriais, que consideram a teoria do Caos.


Insight Quatro - O significado e o sentido da vida está no emaranhado de todas as células do organismo, desde a sola do pé até os fios de cabelo. Isto traz implicações revolucionárias, que ampliam o conceito de equilíbrio e evolução do Ser a níveis integrais - tanto física quanto consciencial. Conhecimentos a respeito da formação e da superação de traumas e distúrbios psicossomáticos incluem os traumas físicos como igualmente relevantes para a compreensão da saúde mental, e o oposto sendo igualmente verdadeiro - traumas psicológicos interferem na qualidade do funcionamento biológico e orgânico.



Autor - Antonio Vaszken Dichtchekenian
Pós graduado em Psicologia Transpessoal Aplicada , especialista na metodologia de Stanislav Grof. Pesquisador de tecnologias de expansão da consciência. Psicólogo e terapeuta transpessoal.

Corpo e Psicoterapia


Como seria possível utilizar o corpo como um veículo de autoconhecimento ?


Uma metodologia baseada no conhecimento intrínseco presente nas células e tecidos do corpo.

Sendo esse mesmo conhecimento traduzível em comportamentos aplicáveis e voltados para a qualidade de vida e evolução do ser.



O primeiro estágio de conhecimento é Empírico - são informações técnicas e de caráter informativo. Servem apenas como uma preparação e aproximação suave das informações, no nível generalizado.



O segundo estágio é Seletivo - ocorre o foco e a concentração em um único elemento, a partir da escolha subjetiva ou contextual. Depois da visão geral trazida à tona no primeiro estágio, é o momento de começar com algum ponto específico.



O terceiro estágio é Sentir e Expressar o elemento que foi selecionado no estágio anterior. Sentir é aproximar-se e identificar-se com o conteúdo totalmente. Expressar é permitir a manifestação do conteúdo em todas as formas e sentidos: visual, cinestésico, auditivo.



O quarto e último estágio é Integrar e Significar. Ser capaz de ampliar as antigas referências através da inclusão das novas informações que foram sentidas e vividas no terceiro estágio. Tornar inteiro novamente, o que antes era composto de parte e todo.

O autoconhecimento atravessa todos esses estágios, que ocorrem várias vezes seguidas , com todos os tipos de informações.

No caso da psicoterapia corporal, temos os conteúdos cinestésicos e dos cinco sentidos enfatizados pelo contexto clínico e investigativo.

São perguntas como:
"O que você está sentindo agora?"
"Como esse sentimento se manifesta aqui e agora no seu corpo?"
"Qual imagem/som/cor/formato acompanha esse pensamento/discurso?"

Também enfatizo a atenção aos sentidos para dentro de si e a busca de informações (novos conteúdos ou novas maneiras de perceber conteúdos já conhecidos).

Reminiscências do Nascimento Biológico



As pesquisas clínicas com estados incomuns de consciência, através de práticas de meditação, mindfulness, terapia do Renascimento ou Rebirthing e Terapia Primal, são fundamentadas na visão Integral e Transpessoal da consciência.

Todas elas possuem em comum a constatação e os relatos dos participantes, em vários momentos da experiência, de serem capazes de acessar os registros do nascimento biológico.

Ainda que a medicina tradicional rejeite tal possibilidade, em função da ausência das bainhas de mielina no cérebro do feto, o que são responsáveis pelo registro cognitivo do nascimento biológico.

As pesquisas focadas nas práticas meditativas e expansivas, que utilizam a integração dos processos fisiológicos e cognitivos, através do que se chama Meditação e Atenção Plena ou Mindfulness, trazem a experiência de se aproximar e reviver o nascimento biológico, de modo parcial ou total.

Como ocorre este processo? É realmente possível?

Inicialmente, apenas a experiência pessoal pode comprovar a realidade dessas experiências.

Do ponto de vista teórico e intelectual, a discussão torna-se pouquíssimo produtiva, pois a base desses conhecimentos é empírica e clínica. 

A questão principal é compreender do que se trata o fenômeno: 

Seria uma regressão ao estado intra uterino e perinatal, ou fantasia, imaginação, sugestão, interpretação equivocada? Uma combinação de vários aspectos?

Cabe ao pesquisador engajado em responder a essas perguntas, antes de mais nada, observar os resultados clínicos dessas experiências na saúde física e mental dos sujeitos.

Os resultados têm sido positivos, quando a prática é realizada respeitando princípios de segurança e contexto clínico, com finalidades terapêuticas.

Os efeitos terapêuticos são duradouros, levando o indivíduo a encontrar as respostas para antigos questionamentos "De onde vim? Para onde vou? Quem sou eu?".

Percepção do mundo e de si mesmo a partir de uma perspectiva objetiva, além das frustrações, vaidade, ilusões e ideais educacionais e ideológicos.

Questionamento e busca por uma vida com real significado e consistência, visando uma economia pessoal e coletiva , de relações equilibradas e amorosas.

Dois dos principais pesquisadores deste assunto são o psiquiatra tcheco Stanislav Grof e o médico Leonard Orr.

Respectivamente, os fundadores dos métodos Respiração Holotropica(TM) e do Renascimento / Rebirthing.

Geração Bodilessness

Incorporeidade, excesso de atividade mental, o corpo é um mero suporte de cabeça.

Reflexos de um paradigma pseudo científico e  cultural, que valoriza o cérebro como única fonte de consciência...

Mas o corpo possui consciência e inteligência que o fazem reagir e trazer a consciência "cerebral" para a totalidade do Ser.

Enquanto a ciência continuar sendo esse "cada macaco no seu galho", essa fragmentação do humano será cada vez mais desastrosa...

Daí a necessidade urgente de mindfulness, meditação, práticas integradas de saúde  (grounding, movimento consciente, reabilitação via práticas esportivas e sociais, psicodramas abertos , acupuntura, teatro espontâneo e outras atividades renegadas a "alternativas").